quarta-feira, março 26, 2014

Na vida tudo passa!

       Quem, algum dia, já não disse ou ouviu este jargão? Famoso , super usado nas situações nas quais não se sabe o que dizer. Aquelas em que alguém está passando por uma dificuldade ou sofrimento intenso. Outras em que, você mesmo quer convencer-se de que "a vida é mesmo assim".
         Tenho meus dias de loucura, como todo ser humano, e hoje, especialmente comecei a pensar nesta frase. E vou falar o que me veio à mente: acho uma frase de conformismo, de falta de indignação, você pode não concordar, é claro, mas disse desde o início que hoje era dia da loucura semanal.

-----------------------------------------------------------------
        Também é uma afirmação de tristeza, de impotência diante das circunstâncias. Observo as pessoas e consigo ver somente uma maioria de "massa" conformada. ou seja , que tomou a forma do es tilo de vida que experiencia. Seres humanos que foram destituídos de sua individualidade e misturados à população do planeta como grãos de areia no deserto, gotas de água no oceano, perdidos.
        Na busca de paz, somos levados à fuga. Nunca, na história do mundo os psicotrópicos foram tão comuns, nem as doenças aceitas com tanta resignação como neste século. Ansiolíticos são ingeridos como se os problemas fossem sumir, como num passe de mágica.
        Relacionamentos desastrosos, pais divorciados, filhos problemáticos, famílias destruídas, e depressão. A doença da modernidade. Aceita, tratada como "normal" nos dias de hoje. Aliás, há uma outra doença comum, a "normose". Epidemia na qual tudo torna-se normal. Ficar no chat flertando, mesmo casado (a) não é traição, afinal, você jamais tocará na pessoa, Ter relacionamentos extra conjugais é normal, por que afinal, quem já não deu uma puladinha de cerca? Comprar em looongas prestaçãoes é normal. Lógico, aprendemos desde criança, que esta é a única maneira de comprar coisas para quem não tem muitos recursos. Pagar infinitamente terapeutas e psicólogos (nada contra os profissionais) também é normal, não poderia ser diferente, todo mundo tem um trauma de infância. Estudar, encontrar um bom emprego, com "garantias", férias e tudo o mais, também é normal, nos ensinaram que ter muito dinheiro não é para todo mundo. Sofrer de fobias, é normal. Não ter tempo é normal. Trânsito caótico é normal. Pobreza é normal. Sofrimento é normal. Aceitar é normal. Desistir é normal. Ganhar pouco é normal. Ficar sem lazer é normal. Viver na correria sem tempo para a família é normal. Trair é normal. Governo corrupto é normal. Impunidade é normal. Ser fracassado é normal. Divórcio é normal. Abusos de todo tipo é normal.
Mentiras! Todas mentiras descaradas. Nada disto é normal. Nada disto é aceitável. Nada disto "faz parte."
E depois de tudo, nasceu um jargão ainda mais perigoso: "Não dá nada". Como se nossas ações não gerassem consequências. Parece que nada mais nos espanta. Adormecidos? Será que estamos com nossa alma coberta por camadas de anestésicos? Estará a humanidade caminhando para uma terra de ninguém, onde você não é feliz, mas também não é totalmente infeliz. Onde estará a nossa capacidade de indignação, de luta, energia e força, não para sobreviver, pois isto já fazemos, mas para vencer?
         Sistema de "democracia"? Poder do povo? Que povo? Direitos iguais? Onde e para quem?
Eu não aceito me conformar, não me moldo à padrões e paradigmas sociais e econômicos. Não me rendo diante de palavras duras e desencorajadoras. E você não deveria render-se também. Deveríamos, eu e você, tomarmos posse do que é nosso por direito de nascimento, dada pelo Criador Divino, nosso direiro à felicidade. O direito de transbordar, ou seja, transpor as bordas. Deleita-se, desfrutar...ser...fazer...
         Acredito nas pessoas que transpiram, que viverm, que consquistam e realizam! Acredito no poder de criar  e transformar inerente a todo ser dotado de inteligência e possibilidades infinitas. Eu acredito em mim, e você, acredita em si mesmo?

       

         

Nenhum comentário: