quarta-feira, setembro 01, 2010


Crenças, a força geradora de atitudes.

Quando pensamos em crenças o que vem a nossa mente são credos e doutrinas e não estamos equivocados. Porém, basicamente, crença é algo em que se acredita, qualquer princípio que nos oriente e que pode dar direção à nossa vida. Segundo Tony Robbins crenças são filtros pré estabelecidos e organizados para a nossa percepção de mundo. São como comandos no cérebro. Nossas crenças nascem praticamente junto conosco, e são aprendidas por nós dentro do ambiente em que vivemos e vão sendo reforçadas durante a nossa vida cada vez que temos comprovação de que ela é verdadeira. Se tudo que vemos é fracasso e tristeza é um desafio acreditar no sucesso e na felicidade. É pertinente saber que elas manifestam-se inconscientemente, isto é, a maioria das pessoas nem faz idéia de quais são suas crenças. Este fato torna-se extremamente perigoso. Você pode estar procurando sua chave e dizer: -Eu não consigo encontrar minhas chaves! Então alguém do seu lado pega a chave bem na frente do seu nariz! Você já passou por uma situação parecida?
- Quando você diz: - eu não consigo, automaticamente deu um comando ao seu cérebro para que ele não enxergue as chaves. Esta é uma situação bem simples e corriqueira, mas como será a vida daquelas pessoas que repetidamente dizem: -Eu não consigo aprender! E outras ainda que suspiram e declaram: - A vida é uma luta! Ela acredita que vive em combate constante. Inimigos, sofrimento, dor, obstáculos e estratégias são ingredientes que fazem parte da sua rotina. Existem também pessoas que usam o velho jargão: -Ser mãe é padecer no paraíso. Imagina como será a vida familiar desta pessoa uma vez que padecer significa ser afligido, atormentado,martirizado por alguém; sofrer; suportar, agüentar. Mesmo inconscientemente nossas atitudes vão de encontro às nossas crenças, procurando uma comprovação de que aquilo que acreditamos é realmente verdade! Estes são exemplos de crenças que nos enfraquecem!
A boa notícia é que existem muitas crenças que nos fortalecem! Quando acredito que posso, minhas atitudes irão de encontro a esta crença. Virgílio diz: “eles podem porque pensam que podem.” É bom saber que quando se trata de crença, estamos tratando de uma escolha, uma decisão consciente de redirecionar, reorientar a vida com o fortalecimento daquilo que acreditamos de fato. Se você não gosta das crenças que possui atualmente pode mudá-las. Viver aquilo que você nunca viveu exige fazer o que você nunca fez! Mudar as suas crenças pode mudar sua vida!

Nenhum comentário: